Você será direcionado para o site da AIA - Avaliação Integrada de Aprendizagem. Este site só poderá ser acessado no momento da prova e logo após o término, para conferir o gabarito. O site requer login e senha, caso não possua, fale com a coordenação. Melhor visualizado com o navegador Google Chrome.

Prosseguir

Você será direcionado para o site que apresenta informações acadêmicas do colégio. O site requer login e senha, caso não possua, fale com a coordenação. Melhor visualizado com o navegador Mozilla Firefox e com o BLOQUEADOR DE POP-UP DESABILITADO.

Prosseguir

Você será direcionado para o site do Sistema Ser de Ensino, onde terá acesso ao caderno digital. O site requer login e senha, caso não possua, fale com a coordenação do colégio. Melhor visualizado com o navegador Mozilla Firefox.

Prosseguir

Sem categoria

MUDANÇA DE CICLO

A transição dos alunos do 5º para o 6º Ano

A passagem do 5° para o 6° Ano do Ensino Fundamental representa um marco na vida dos alunos. Neste momento, os sentimentos que prevalecem, especialmente no primeiro mês, são o medo e a insegurança em relação ao novo. É natural os alunos se sentirem assim. Afinal, o novo ano traz uma lista considerável de desafios quando comparada à anterior.

A principal característica desta fase é que ao invés da professora polivalente que além de ensinar estabelece uma relação de vínculo com a turma, entra na sala um professor, a quantidade pode variar entre oito e nove professores dependendo da escola, cada um com uma forma e uma linguagem própria e direta de trabalhar os temas de sua disciplina.

Devemos levar em consideração que além da mudança de ciclo e da nova rotina escolar, o aluno entrará na adolescência, portanto será um período de muitas transformações físicas e emocionais como ansiedade e a curiosidade de novas possibilidades.

Quando inicia o ano letivo, os professores do sexto ano se deparam com alguns alunos imaturos, não adaptados com o novo espaço, e ainda muito dependentes, porém o professor sabe que cada aluno virá com sua bagagem histórica-emocional e que terá que utilizar muitas vezes de diversos artifícios para que a turma compreenda o conteúdo de sua disciplina.

O aluno terá que se adaptar rapidamente à nova rotina e será fundamental que tenha estabelecido senso de organização para registros e foco, caso contrário, sofrerá com sua desorganização, deixando de entregar atividades, o que tornará o sexto ano em um pesadelo interminável.

Além de compreender as mudanças que o filho está enfrentando nos aspectos físico, afetivo e social, é preciso firmar uma parceria com a escola, no sentido de acompanhar a vida escolar do(a) filho(a) com certa regularidade. Afinal, ninguém quer ser pego de surpresa com um boletim repleto de notas abaixo da média, não é? Isso acontece com mais frequência que se imagina.

Devemos, sim, incentivar a independência do aluno, porém, infelizmente é nesta fase que muitos pais deixam de olhar a agenda do filho e/ou de perguntar como foi o dia na escola, e o aluno deslumbrado com essa “liberdade” acaba se perdendo em suas responsabilidades e não levando tão a sério os estudos. 

Cada ser humano é único, com diferentes prioridades e maneiras de viver. Portanto, o que funciona para um não implica, necessariamente ao outro, portanto cada aluno terá seu ritmo, alguns com mais autonomia e sem grandes complicações para se organizar. Já outros precisam ser acompanhados mais de perto, e é aí que independente do quão  tranquila está sendo a adaptação do aluno ao novo ciclo, a família tem papel fundamental.

Saber o que seu filho está aprendendo, parabenizar as conquistas e pontuar com carinho as disciplinas que precisam de um pouco mais de atenção, são essenciais para um bom desempenho acadêmico, portanto quero convidar aqui os pais dos alunos desta fase para transformar a mudança de ciclo num momento único.

 

Pepita Pinheiro

Orientadora Educacional do Colégio Ser.