Você será direcionado para o site que apresenta informações acadêmicas do colégio. O site requer login e senha, caso não possua, fale com a coordenação. Melhor visualizado com o navegador Google Chrome e com o BLOQUEADOR DE POP-UP DESABILITADO.

27

out

Projeto Eleições tem até urna eletrônica no Colégio Ser

Projeto Eleições tem até urna eletrônica no Colégio Ser

A poucos dias do segundo turno das eleições para presidente e governador, momento no qual as paixões políticas e partidárias ditam o tom da corrida eleitoral, nos dedicamos a explicar a importância da democracia aos nossos alunos com o “Projeto Eleições”. A última atividade acontece nesta quinta-feira, 27/10, quando os estudantes do Ensino Fundamental irão às urnas eletrônicas escolher seus representantes e decidir questões práticas da vida escolar.

O objetivo do projeto é apresentar às crianças conceitos de democracia para que o tema se torne familiar a elas e, assim, torne possível que ao crescer sejam cidadãos com postura ativa e crítica em relação à política. “Conhecimento é poder, já diz o ditado popular. Quando nos afastamos de assuntos políticos, seja por decepção ou tristeza, acabamos fortalecendo o poder dos líderes que repudiamos. Entender o processo é ser capaz de transformá-lo”, explica a coordenadora pedagógica do Ensino Fundamental Isabel Cristina Cavalcanti, educadora há 30 anos e organizadora da iniciativa em nosso colégio.

As crianças se prepararam por três meses. Pelo menos uma vez por semana, o foco das aulas era aprofundar conceitos básicos, como democracia, Constituição, funções dos Três Poderes e as atribuições dos cargos disputados nesta eleição. Para facilitar o entendimento dos pequenos, foram usados materiais elaborados especialmente para cada faixa etária, como vídeos, gibis, e livros paradidáticos.

Como passo seguinte, para consolidar o conhecimento, decidimos criar a oportunidade de os alunos votarem e sentirem o prazer de fazer suas próprias escolhas. Foi criado um título de eleitor infantil preenchido pelos próprios alunos, para que pudessem ser abordados com eficácia os temas do cadastramento biométrico e a idade mínima para votar. Já a segurança e confiança do sistema de votação e apuração estabelecido com a urna eletrônica pelo Superior Tribunal Eleitoral, foi o assunto na disciplina de Pensamento Computacional, ao criar a urna aqui do colégio.

Finalmente hoje, 27/10, a festa da democracia vai acontecer e as crianças estão animadas tanto para votar, quanto para conhecer os resultados. “Os alunos vão fazer escolhas ligadas à vida escolar. Como a melhor forma de comemorar uma meta alcançada, o estilo de amigo secreto que será usado na confraternização de final de ano e, até mesmo, os representantes de classe”, detalhou Isabel Cristina. O resultado será totalizado e divulgado aos nossos alunos no próprio dia de votação, como acontece com o sistema oficial.

27

out

Projeto Eleições tem até urna eletrônica no Colégio Ser

Projeto Eleições tem até urna eletrônica no Colégio Ser

A poucos dias do segundo turno das eleições para presidente e governador, momento no qual as paixões políticas e partidárias ditam o tom da corrida eleitoral, nos dedicamos a explicar a importância da democracia aos nossos alunos com o “Projeto Eleições”. A última atividade acontece nesta quinta-feira, 27/10, quando os estudantes do Ensino Fundamental irão às urnas eletrônicas escolher seus representantes e decidir questões práticas da vida escolar.

O objetivo do projeto é apresentar às crianças conceitos de democracia para que o tema se torne familiar a elas e, assim, torne possível que ao crescer sejam cidadãos com postura ativa e crítica em relação à política. “Conhecimento é poder, já diz o ditado popular. Quando nos afastamos de assuntos políticos, seja por decepção ou tristeza, acabamos fortalecendo o poder dos líderes que repudiamos. Entender o processo é ser capaz de transformá-lo”, explica a coordenadora pedagógica do Ensino Fundamental Isabel Cristina Cavalcanti, educadora há 30 anos e organizadora da iniciativa em nosso colégio.

As crianças se prepararam por três meses. Pelo menos uma vez por semana, o foco das aulas era aprofundar conceitos básicos, como democracia, Constituição, funções dos Três Poderes e as atribuições dos cargos disputados nesta eleição. Para facilitar o entendimento dos pequenos, foram usados materiais elaborados especialmente para cada faixa etária, como vídeos, gibis, e livros paradidáticos.

Como passo seguinte, para consolidar o conhecimento, decidimos criar a oportunidade de os alunos votarem e sentirem o prazer de fazer suas próprias escolhas. Foi criado um título de eleitor infantil preenchido pelos próprios alunos, para que pudessem ser abordados com eficácia os temas do cadastramento biométrico e a idade mínima para votar. Já a segurança e confiança do sistema de votação e apuração estabelecido com a urna eletrônica pelo Superior Tribunal Eleitoral, foi o assunto na disciplina de Pensamento Computacional, ao criar a urna aqui do colégio.

Finalmente hoje, 27/10, a festa da democracia vai acontecer e as crianças estão animadas tanto para votar, quanto para conhecer os resultados. “Os alunos vão fazer escolhas ligadas à vida escolar. Como a melhor forma de comemorar uma meta alcançada, o estilo de amigo secreto que será usado na confraternização de final de ano e, até mesmo, os representantes de classe”, detalhou Isabel Cristina. O resultado será totalizado e divulgado aos nossos alunos no próprio dia de votação, como acontece com o sistema oficial.

Mais informações